Mídia

Mídia
Artigos

Próxima seção

TAG Research - Paulo Guedes (Ministro da Economia) – XP Expert

Paulo Guedes (Ministro da Economia) – XP Expert

São Paulo, 16 de julho de 2020.

·         Tinha o pacto federativo já alinhado para o início do ano.

·         Nisso veio o corona vírus e mudou o rumo, todos se desentenderam.

·         64MM de pessoas receberam auxílio emergencial

·         Criaram uma rede mínima de renda.

·         Últimos 3, 4 meses foi de trabalho intenso.

·         Democracia brasileira funciona, ela é barulhenta, mas entrega as reformas.

·         Reforma tributária está chegando.

·         Poderes tem conflitos, mas sempre se resolvem.

·         Consumo dos mais desfavorecidos está sustentado

·         Construção Civil não parou e com baixo número de casos e mortes

·         E agora vamos à reforma tributária. As prioridades mudaram, pois já atacamos os 3 grandes gastos:

- Juros: estruturalmente baixos

- Previdência: com a reforma

- Salário do Funcionalismo Público: não aumenta nos próximos 2 anos

·         Veio o marco do saneamento e vem aí setor elétrico, cabotagem, ferrovias, gás natural.

·         Vamos surpreender o mundo porque o Congresso está trabalhando, entregando as reformas

·         Vamos destravar o horizonte de investimentos.

·         Sem dúvida haverá debates, mas tentar iniciar onde há harmonia. Já há boas PECs, existem 2 já andando e as propostas serão nessas.

·         Começar por onde há união.

·         IVA (Imposto de Valor Adicionado) e acabar com o PIS/COFINS.

·         Prioridades hoje são renda e emprego.

·         Crédito chegando nas empresas de um lado e o auxílio emergencial chegando no mais desfavorecidos.

·         Brasil gastou 10% do PIB, 2x mais que a média dos países emergentes. Salvando vidas e preservando renda e empregos.

·         Democracia brasileira agiu rápido.

·         Essas previsões de queda de 9%, 10% do PIB (FMI) não faziam sentido pra quem entende e faz conta.

·         Agora estão revisando para quedas de 4% a 6% do PIB.

·         Olhando para frente, vemos números muito interessantes no Brasil.

·         Gastos de Energia, emissão de notas está 70% acima do ano passado, exportações estão no mesmo nível do ano passado.

·         Juros muito baixo tem impulsionado a construção civil.

·         1mm a 2mm de novos consumidores devem acessar o mercado imobiliário.

·         Foi o melhor mês da história da Caixa Econômica Federal.

·         Volta vai ser em formato da “Nike” e vamos sair dessa.

·         Vai haver imposto sobre transação? Se o presidente da Câmara falar que não vai pautar, não vai haver. Mas, vamos falar do que a gente se entende, onde tem união. O IVA.

·         Perguntado sobre a trajetória fiscal?

- Temos que entender que tivemos que gastar com saúde e o mundo todo entende isso.

- O importante é voltar à trajetória que estávamos, depois que isso passar.

- Avançamos muito com previdência e queda estrutural de juros.

- Ano que vem volta tudo ao normal e seguir com o compromisso fiscal.

·         Plano emergencial não pode acabar lá embaixo e subitamente.

·         8mm a 10mm de brasileiros serão incluídos nesses novos programas

·         Terão que canalizar incentivos que já existem para isso.

·         Comércio eletrônico é uma base que cresce e pode ser onde venha algum tributo.

·         Tributação de Dividendos:

- Não entrega na terça-feira agora.

- Mas, a ideia é reduzir o imposto da PJ e aumentar da PF.

·         O teto de gastos vai estourar?

- Problema é que fizeram o teto e esqueceram as paredes.

- Indexação é como uma sala que tem o teto, mas o piso está subindo. Uma hora vai nos esmagar.

- Tem que controlar as trajetórias futuras de expansão.

·         Tem ministro e parlamentar querendo gastar mais para sair da crise.

·         Entramos na crise porque cavamos um buraco fiscal, a saída não vai ser essa. É via o mercado privado.

·         Só há uma saída, seguir na transformação do estado brasileiro.

·         Sobre Privatizações, o que é factível?

- Vamos tentar acelerar esse projeto.

- Acelerar os marcos regulatórios.

- Tentar 3 ou 4 grandes privatizações nos próximos meses.

·         Fica até o final do governo?

- Só saio abatido a bala ou removido a força.

- Temos uma missão, aliança de centro direita ganhou as eleições. É uma agenda liberal democrata depois de 30 anos.

- Se o presidente desistir da agenda, se o congresso desistir da agenda, aí não tem muito o que fazer.

 

 

 

 

 

                                                                                                             

Área de Gestão TAG Investimentos

TAG Investimentos
TAG Investimentos
TAG Investimentos
TAG Investimentos
TAG Investimentos
SÃO PAULOAv. Brig. Faria Lima 3311 - 12º andarItaim Bibi - São Paulo - SPCEP: 04538-133Telefone: (11) 3474-0000
PORTO ALEGREAv. Carlos Gomes, 300 - 7• andar
Bairro Três figueiras,
Porto Alegre, RS
CEP: 90480-000
Copyright © 2016, TAG. Todos os direitos reservados.

As informações no presente material são exclusivamente informativas. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. Ao investidor é recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e do regulamento dos fundos de investimento ao aplicar seus recursos. Fundos de investimento não contam com a garantia do administrador, do gestor, ou ainda do futuro garantidor de crédito - FGC. Para s avaliação da performance de um fundo é recomendável uma análise de no mínimo 12 meses. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos; para mais informações sobre produtos e risco de fundos, entre em contato com nossa Central de Atendimento.