Mídia

Mídia
Articles

Next secion

Discurso do Copom colide com aposta do mercado

30/10/2020 às 05h01

Discurso do Copom colide com aposta do mercado

Resultado foi percebido na curva de juros, que teve um dia de aumento da inclinação, ou seja, a diferença entre as taxas longas e as de curto prazo voltou a crescer

Por Victor Rezende | Para o Valor de São Paulo


O tom adotado pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, mais ameno do que o esperado, explicitou a diferença entre o cenário visto pelo colegiado e o que tem sido precificado pelo mercado. O resultado foi percebido na curva de juros, que teve um dia de aumento da inclinação, ou seja, a diferença entre as taxas longas e as de curto prazo voltou a crescer.

Ontem, a taxa do DI para janeiro de 2022 caiu de 3,49% para 3,48%, enquanto a do DI para janeiro de 2027 saltou de 7,42% para 7,56%. Assim, a diferença entre os dois rendimentos passou de 3,93 pontos percentuais para 4,08 pontos.

“O Copom indicou que não vê com o mesmo nível de preocupação do mercado a preocupação fiscal e a alta da inflação no curto prazo. Apesar de ter caracterizado a inflação prospectiva como compatível com a meta, ele manteve o diagnóstico de que a aceleração recente é temporária. O Copom também reconheceu o risco elevado derivado do cenário fiscal, mas na percepção do mercado, foi algo tímido, envergonhado. O mercado esperava mais”, afirma Pedro Dreux, sócio e gestor macro da Occam.

Embora a inflação projetada pelo Copom permaneça abaixo da meta de 3,75% em 2021, o mercado se mantém preocupado com a inflação no curto prazo. Ontem, o IGP-M de outubro surpreendeu com uma taxa de 20,93% no acumulado em 12 meses, acima do consenso entre analistas.

A economista Priscila Deliberalli, do Safra, também aponta que o comunicado foi mais brando do que o esperado pelo mercado, mas classifica o documento como “bastante acertado” em um contexto de incerteza elevada para a atividade.

“Existe uma preocupação sobre o que vai acontecer depois que o auxílio emergencial terminar e há dúvidas sobre a recuperação do mercado de trabalho. Até o cenário da pandemia, que voltou a castigar a Europa, traz incerteza. O BC não podia fechar completamente a porta para eventuais novas quedas se por acaso a atividade ficar muito enfraquecida”, diz a economista.

O Safra alterou suas projeções e, após o Copom, passou a esperar que uma normalização da política monetária tenha início no quarto trimestre de 2021, com a Selic sendo levada a 2,5% em um processo bastante gradual. O banco também revisou suas projeções para a inflação e estima, agora, que o IPCA ficará em 3,5% no próximo ano.

“O câmbio não deve apreciar muito devido às questões fiscais e algum repasse para os preços deve se manter. Também devemos ver a recomposição dos preços de serviços. Além disso, os administrados foram represados neste ano e a inflação de alimentos vai ficar tranquila, mas não deve devolver toda a alta de agora”, diz Deliberalli.

Os contratos futuros de cupom de IPCA (DAP) indicam uma inflação de 3,37% neste ano e de 4,05% em 2021, apontam dados da Renascença. Os números refletem, justamente, a pressão mais recente nos preços ao consumidor.

Ao avaliar o comunicado, Dan Kawa, diretor de investimentos da TAG, diz que o documento trouxe apenas mudanças marginais, o que provocou a reação da curva de juros, com aumento da inclinação. “É como se o BC não tivesse se abalado nem com o coro do mercado para uma comunicação um pouco mais dura nem com a inflação mais alta no curto prazo”, diz.

Kawa esperava um tom mais neutro do Copom. “O BC tem convicção de que o que ele está olhando hoje indica que o juro tem de ficar onde está e ele tem tempo para identificar se a inflação é transitória ou permanente”, diz. Ainda assim, “os próximos 90 dias serão usados para avaliar o cenário e acredito que, se por acaso ele perceber que errou, a posição será revista rapidamente”, afirma.

Além do Copom, os juros futuros também se pautaram pelo leilão de títulos públicos do Tesouro Nacional, que pisou no freio em relação à oferta de papéis prefixados mais longos. A oferta de apenas 2,5 milhões de LTNs de longo prazo (para janeiro de 2024) e de somente 800 mil NTN-Fs seguiu a avaliação do Tesouro de respeitar as condições de mercado, que já estavam deterioradas nos últimos dias.

É preciso apontar, porém, que no leilão de ontem o Tesouro aumentou a oferta de LFTs para o total de até 750 mil papéis. A expectativa era de um aumento na demanda pelos papéis atrelados à Selic, já que ontem quase R$ 400 bilhões em compromissadas venceram e não foram roladas pelo BC, como parte da estratégia conjunta com o Tesouro adotada no início do mês.

O Tesouro vendeu 65% da oferta de até 750 mil LFTs, o que mostra a continuidade de um cenário desafiador, na visão de Ricardo Modé, sócio e gestor da Panamby Capital. “Se tivesse demanda mesmo, o Tesouro teria vendido o lote integral e a um bom preço. O deságio das LFTs longas voltou a aumentar”, diz. “Não é um cenário de catástrofe, mas também não é algo tão bom.”

Na visão de Pedro Dreux, da Occam, a expectativa de que o valor liberado das compromissadas pudesse migrar para os títulos públicos foi frustrada. “A limitação do tamanho da rolagem não teve o efeito desejado e houve uma migração para a compromissada overnight. Os recursos acabaram indo para a compromissada mais curta e isso não foi uma boa notícia”, afirma.

 

 

TAG Investimentos
TAG Investimentos
TAG Investimentos
TAG Investimentos
SÃO PAULOAv. Santo Amaro, 48 - 6th floor Itaim Bibi - São Paulo - SPPostal Code: 04506-000Telephone: (+55 11) 3474-0000
BELO HORIZONTEAv. Afonso Pena, 4.273 - Room 305Serra Belo Horizonte - MGPostal Code: 30130-008Telephone: (+55 31) 2511-4936
FLORIANÓPOLIS João Paulo Highway, 920,
João Paulo Neighborhood,
Florianópolis, SC
Postal Code: 88030-300Telephone: (+55 48) 99933-2500
PORTO ALEGREAv. Carlos Gomes, 300 - 7• floor
Bairro Três figueiras,
Porto Alegre, RS
Postal Code: 90480-000
Copyright © 2016, TAG. All rights reserved.

The information contained herein is only informative. Past profitability does not represent assurance of future profitability. Investors are urged to read the fund prospectus and regulations carefully before investing. Investment funds are not guaranteed by the fund administrator, the fund manager or by the Credit Guarantee Fund (FGC). To assess the performance of an investment fund it is recommended that a period of at least 12 months be analyzed. The profitability disclosed is not net of taxes; for more information about products and risk of funds, please contact our Customer Service Center.